Sobre

APRESENTAÇÃO

O Clube Paranaense de Montanhismo (CPM) é uma associação cujos objetivos principais são: o contato e convívio humano, a recreação por contato direto com a natureza, através do aprimoramento da prática do montanhismo junto a seus membros e a divulgação deste esporte junto à população. Atua como porta de entrada para o montanhismo, com o intuito de oferecer condições para fazer as trilhas de forma segura e ambientalmente correta, tornando se assim uma referência em montanhismo dentro do Paraná.

HISTÓRIA

O Clube Paranaense de Montanhismo (CPM), constituído no dia 08 de Junho de 1.978, é uma Sociedade Civil de Utilidade Pública, de duração indeterminada conforme determina a Lei Estadual 7.895 publicada no dia 08 de Agosto de 1.984. Com sede e foro na Rua Flávio Dallegrave 5.044, no bairro Boa Vista, da cidade Curitiba, capital do Paraná, tem por finalidade o desenvolvimento do montanhismo em suas diversas modalidades e outras práticas desportivas, culturais, cívicas e recreativas.

Fundado a partir dos ideais comuns de um grupo de montanhistas residentes em Curitiba, mas com grande paixão pelas montanhas, em especial pela Serra do Mar, em benefício e organização do montanhismo. Em pouco tempo agregou mais e mais adeptos e tornou-se num dos mais tradicionais clubes de montanha do Brasil. Foi do CPM que saíram e ainda saem alguns dos melhores montanhistas do estado, reconhecidos no Brasil e muitos já no exterior também.

Membro fundador da Federação Paranaense de Montanhismo (FEPAM), que foi criada para organizar, padronizar e monitorar o montanhismo e suas várias modalidades e práticas no estado do Paraná com ética e segurança. Atuante junto aos órgãos governamentais e não-governamentais (IBAMA, IAP, BPFLO, CB, COSMO, SOS Mata Atlântica…) estabelecendo parcerias e convênios, cobranças, responsabilidades, sendo a Federação Paranaense de Montanhismo (FEPAM) juntamente com as federações do Rio de Janeiro (FEMERJ) e de São Paulo (FEMESP) as responsáveis pela criação da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada (CBME) A confederação visa unir forças para criar um único padrão de linguagem para o montanhismo brasileiro, organizando e padronizando o montanhismo interno e fortalecendo a imagem pelo mundo afora.
Age promovendo cursos, palestras, encontros e outras formas de atividades ligadas aos esportes de montanha, desenvolvendo cursos ou grupos específicos nas diversas atividades relacionadas à saúde e segurança em ambiente de montanha, age também nas diversas modalidades de turismo e meio ambiente ecologicamente corretos.

PRÁTICA DE MONTANHISMO

A prática do montanhismo subentende a existência da natureza preservada em seu estado primitivo e garantia, ao cidadão, do acesso a esses locais, propiciando a este uma experiência pessoal intransferível, uma vez que nenhuma criação cultural é capaz de um estímulo tão intenso e extenso aos sentidos e ao espírito humano, quanto à natureza.
Por detrás de uma paisagem natural, mesmo que ainda incompreensível, está a revelação de milhões e milhões de anos da história da Terra. As formações geológicas, a morfologia e composição da fauna e flora estão ligadas num passado progressivamente remoto, às pequenas e grandes variações do clima; as contrações e movimentações da crosta pelo resfriamento do planeta e a própria origem da vida e sua expansão e distribuição sobre o globo.
O contato direto com a natureza, relembra também ao homem moderno, a sensação de que somos seres sociais. Nas grandes cidades, a especialização da produção e o acesso a todos os bens e serviços por mecanismos monetários, isola as pessoas umas das outras. A natureza primitiva, mais do que qualquer esporte, obriga as pessoas à solidariedade e a colaboração mútua, devolvendo a sensação de que toda a ação humana é fenômeno social. Por isto tudo, o CPM está intrinsecamente comprometido com a questão ecológica e a questão social.