Quem fez isso?

Quem fez isso?

NÓS MONTANHSITAS ORGANIZADOS FAZEMOS ISSO!

(Uma campanha do Clube Paranaense de Montanhismo)


Caro montanhista, estamos muito satisfeitos com a sua chegada aos locais que tanto amamos e preservamos: as Montanhas do Paraná.

Como muitos escolheram iniciar, há pouco tempo, esse esporte vivenciado pelos amantes da natureza, se faz necessária uma campanha de esclarecimento sobre a existência e importância do montanhismo organizado.

Há mais de 70 anos muitos clubes e associações têm colaborado de modo 100% voluntário com a prática segura e preservacionista desse esporte. É indispensável que saibam das nossas ações e conheçam nossos resultados para quem sabe com isso, sintam-se estimulados a colaborar em nossas atividades.


Por montanhas mais saudáveis.

Seja voluntário.

Pratique você também o montanhismo organizado!


Estamos dispostos a esclarecer dúvidas e de braços abertos para acolhê-los.


 

1. Quem fez isso? “Instalação de grampos”


 

2. Quem fez isso? “Prevenção e combate à incêndios”


Você também descobriu o quanto é fascinante ir para a natureza e subir montanhas? Que bom. Bem-vindo ao Clube! Neste assunto o Clube Paranaense de Montanhismo, o CPM, acumula mais de 40 anos de experiência.

Então, neste momento delicado pelo qual passamos em que muitas Unidades de Conservação estão queimando país a fora, queimaram no Paraná, precisamos mais do que nunca orientar os novos praticantes desse esporte extraordinário. Só poderemos seguir desfrutando do bem-estar e beleza que nossas Serras oferecem se cuidarmos delas, praticando a atividade com responsabilidade, consciência e ética.

Por isso, quando for a áreas naturais siga as Regras de Mínimo Impacto e, se sentir o chamado, junte-se a nós. Venha aprender mais sobre o esporte e, quem sabe, doar parte de seu tempo nos cuidados com as montanhas. Sabia, que dentre as atividades 100% voluntárias dos clubes e associações paranaenses está à PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS?

Por Montanhas mais saudáveis.

Estamos prontos para esclarecer dúvidas e de braços abertos para acolhê-los.

Correção:

Créditos da segunda foto: Lineu Filho.

 

3. Quem fez isso? “Remoção de pichação”


Clube Paranaense de Montanhismo: Desde 1978 praticando e promovendo o montanhismo responsável no Brasil.

Você já descobriu o quanto é fascinante ir pra natureza e subir montanhas. Então vamos falar de Regras de Mínimo Impacto. Você sabe o que significa?

Quando acessamos qualquer área de preservação, estamos entrando na casa de outros seres, são estes toda fauna e flora que habitam essas áreas. Muito dessas estão ali há centenas ou milhares de anos, e qualquer atitude nossa gera algum impacto sobre sua existência. Existência essa que é fundamental para o equilíbrio da vida, necessariamente que pra nós humanos é fundamental que a fauna e flora se mantenham o mais intactas possível, pois dependemos muito desse filtro de ar, água, e no desenvolvimento de estudos e até nas vacinas.

Por estes motivos, quando subir uma montanha lembre-se de causar o menor dano possível, traga seu lixo de volta (inclusive o orgânico), e não altere o caminho arrancando galhos e folhas. Não risque ou remova rochas do lugar.

Se você avistar alguém pichando ou depredando essas áreas denuncie.

Seja um fiscal voluntário da Natureza!


 

4. Quem fez isso? “Retirada de lixo”


Nobre montanhista, sabemos que o consumismo tem seus impactos na sociedade, especialmente com problemas causados pela geração indiscriminada do lixo.

Com a evolução do consumo, muitos itens deixaram de ter embalagem retornável, e assim gerando toneladas de lixo sem a devida destinação, fato que deveria ser obrigatório junto aos fabricantes, porém ainda caminhamos a passos lentos pra uma solução.


Temos nos deparado com o aumento do descarte de lixo, restos de material ou equipamentos simplesmente abandonados por pseudo-montanhistas, que não mostram boa vontade de trazer de volta pra lixeira seus restos, assim como o fazem (ou deveriam) em suas residências.


Dentro de uma busca contínua na educação dos frequentadores desses ambientes naturais, o CPM e seus parceiros realizam continuamente mutirões de limpeza, assim como todos associados o fazem num simples passeio, pois está em nossa consciência de que esses lugares necessitam ser respeitados como a moradia de outras espécies, e assim como nós humanos, são prejudicados com esse descarte insano de lixo.


Quem não quer passear num lugar limpo e agradável?

Então bora lá trazer todo seu lixo de volta, pois em grande escala até o orgânico gera acúmulo de material em decomposição que afeta o equilíbrio desses biomas.


Ser CPM amigo é ser Amigo das montanhas!


 

5. Quem fez isso? “Resgates”


Nos últimos anos houve um aumento significativo de frequentadores dos mais variados perfis às montanhas e cachoeiras. A descoberta pessoal do quanto a atividade é prazerosa, a divulgação em especial pelas mídias televisivas, indicação de amigos e a imensa facilidade de se encontrar informações na internet, encorajam as pessoas a irem.

Ruim isso? Não, pelo contrário, apoiamos.

Mas precisamos ter alguns cuidados antes de encararmos a aventura:

- Planeje sua caminhada, estude o local, conheça o entorno da região, veja a previsão do tempo, avise sua família sobre o destino, com quem vai e o horário previsto para o retorno;

- Vá com quem conheça o caminho e NUNCA sozinho;

- Imprevistos acontecem. Você pode retornar a noite mesmo naquela trilha “rapidinha” de uma hora e meia! SEMPRE leve lanterna de cabeça com pilhas reservas e um bom apito;

- Tenha sempre água na mochila;

- Leve sempre um documento que te identifique e anotado alguns dados pessoais importantes para o socorrista: contato de emergência, medicamentos que usa, alergias, plano de saúde, tipo sanguíneo, etc;

- Os “tracklogs” de GPS ajudam, mas chequem antes os que são gravados por terceiros. As pessoas se perdem, fazem caminhos alternativos para se acharem e postam sem nenhuma edição, revisão e responsabilidade. Lembrem-se também de que em vales estreitos e profundos, o erro na leitura de satélites é comum.

- Não precisa ser um atleta, mas esteja minimamente preparado fisicamente.

- Use roupas e calçados adequados;

Nesta postagem destacamos o nobre trabalho voluntário de quem, em auxílio ao corpo de bombeiros, sobe a montanha pra atender ocorrências de resgates de acidentados e busca de perdidos.

Dentre alguns grupos, destacamos os amigos do COSMO (Corpo De Socorro em Montanha) que atua especialmente no P.E. do Marumbi.

Socorristas montanhistas voluntários fazem isso!!!

 

6. Quem fez isso? “Depósitos de água”


Você certamente, na primeira vez que avistou num canto da trilha aquelas garrafas pets empilhadas e cheias de água, provavelmente com certa indignação, ficou imaginando quem ali tinha «descartado aquele lixo»


Mas nós montanhistas organizados temos a satisfação de lhe esclarecer que esses recipientes não são lixo! Estão ali com água e à disposição para serem utilizados pelo corpo de bombeiros e brigadistas voluntários na ocorrência de um incêndio florestal.

São inicialmente armazenados na base para depois serem transportados montanha acima em mutirões, para pontos previamente mapeados, formando vários depósitos estratégicos em nossa serra.

São feitas manutenções periódicas e adicionados novos locais conforme necessidade.


Atualmente está em andamento o projeto de implantação de novos depósitos em uma das montanhas da Serra do Capivari.


Toda essa gestão e organização é feita pela Brigada Voluntária FEPAM.


Mais uma vertente dos vários trabalhos voluntários em que nós, montanhistas organizados temos o prazer de fazer!


Clube Paranaense de Montanhismo: Desde 1978 praticando e promovendo o montanhismo responsável no Brasil.


 

7. Quem fez isso? “Caixas e cadernos de cume”


Escrever no caderno de cume? Pra que?


Imagine o cenário em que um aventureiro sai para uma longa travessia numa serra em campos de altitude, e que no trajeto para a segunda montanha planejada, em meio à uma densa neblina, ele entra num caminho que parecia uma trilha e se perde!

Alguns dias depois, ele é encontrado pelo corpo de bombeiros próximo de onde se perdeu, pois através dos cadernos de registros, as equipes concluíram que ele tinha passado pelo primeiro cume mas não pelo segundo, pois não havia registro. Isso reduziu significativamente o perímetro de buscas, facilitando o resgate.


Seu registro no caderno de cume é muito valioso e pode auxiliar as equipes de resgates.


Pra quem não sabe o Clube Paranaense de Montanhismo possui um grupo de trabalho voluntário dedicado à instalação e manutenção das caixas de cume da nossa serra.

Dedicamos também nosso tempo na digitalização dos registros feitos nos cadernos que retornam pra gente, para que todos tenham a oportunidade de ler novamente o que escreveram lá na montanha.

Bacana, né?


Nós montanhistas organizados fazemos isso!


Os cadernos ficam armazenados no endereço:

www.cpm.org.br/memorias-de-cume


8. Quem fez isso? “Contenção de erosão com degraus”


Todos nós que vamos pra montanha já passamos por trilhas que estão em processos de erosão, que quase sempre são ocasionadas pelo contínuo caminhar das pessoas.

Por isso um dos mais importantes trabalhos voluntários realizados por nós montanhistas organizados, é a instalação de degraus com tábuas e pedras, onde fazemos a contensão dos sedimentos, amenizando o efeito da erosão.


A inclinação do terreno, a ausência de raízes e o aumento descontrolado do fluxo de caminhantes, agravam ainda mais esse processo. Com o tempo e após fortes chuvas, ocorre o desprendimento do solo ou desmoronamento de blocos de terreno.


Tal erosão chega ao ponto de não se conseguir mais passar por aquele trecho.

O que as pessoas fazem?

Dão um jeitinho de passar pela lateral, alargando a trilha e degradando a vegetação.


Os clubes de montanhismo, juntamente com a FEPAM e com o importante auxilio de outras entidades, organizam regularmente mutirões em nossas montanhas com trilhas críticas com alto fluxo de pessoas.


Nós montanhistas organizados fazemos isso!

22 visualizações