pp e prata pb.jpg

Pico Paraná e Torre da Prata

PROGRAMA ADOTE UMA MONTANHA

O Programa Adote Uma Montanha (PAM) foi criado pela da CBME em 2002, com o objetivo de conservação das áreas de montanha com alto tráfego de montanhistas, minimizando reparando ou evitando os impactos ambientais.

 

A campanha conta com a adesão de vários clubes federados e o CPM adotou o Pico Paraná e o Morro Torre da Prata para conservação.

 

HISTÓRICO – O Programa asceu como um projeto em 2002 na FEMESP, estimulados pelas ações da ONU pelo Ano Internacional da Montanha. O objetivo era incentivar os clubes de montanhismo paulistas a atuar pela na conservação ambiental das áreas de montanha e serras de divisa do Estado.

 

Em 2002, foi realizada a primeira ação pelo “Dia da Montanha Limpa”, com mutirões de limpeza em três áreas adotadas: Pedra do Baú, Pico do Jaraguá e Parque Nacional de Itatiaia. A ação repetiuse anualmente e tornou-se o principal motor do projeto, atraindo mais voluntários a cada ano e ampliando-se para fora do Estado de São Paulo, incluindo Minas Gerais e Paraná.

 

Em 2004 uma nova equipe de voluntários juntou-se ao projeto, que foi reestruturado, voltando seu foco para o apoio aos grupos e para o incentivo à participação de montanhistas de outros locais e Estados. Esta equipe de voluntários passou a organizar e planejar as ações, apoiar os grupos participantes, e buscar apoio de empresas para custear as despesas. Ao final do ano o projeto já contava com dez grupos, e realizou o primeiro encontro Adote Uma Montanha, com workshops e treinamentos gratuitos para os montanhistas voluntários.

 

Com a fundação da CBME e o interesse de outros Estados em participar, o projeto foi transferido da FEMESP para CBME e foi ampliado transformando-se no maior programa nacional voluntário de proteção às áreas de montanha brasileiras.